Calçadas vivas em São Paulo

O conceito de calçada viva foi uma ideia do paisagista Benedito Abbud. Ele criou para o Casa Cor São Paulo de 2006, e o projeto consiste em propor uma nova idéia de revitalização de áreas públicas e, desse modo, convidar a população ao convívio em ambientes ao ar livre.

Image

“A projeção de calçadas vivas ou ecológicas incentivariam as pessoas a caminhar mais. Afinal, a maioria das nossas calçadas são ruins, com desníveis, buracos, pisos irregulares, degraus, entre outros obstáculos. O que acaba causando muitos acidentes. Se é difícil uma pessoa sem limitações físicas andar a pé, imagina os cadeirantes, cegos e até mesmo os idosos e as mães com carrinhos de bebê. As calçadas deveriam ser acessíveis para o uso comum de todos”, afirma Benedito Abbud.

No plano de criação da Calçada Viva, o piso drenante e a arborização exercem um papel fundamental. “Caso as calçadas fossem construídas com matérias permeáveis ou recicláveis, facilitaria a drenagem de água pelo solo, evitando problemas como as enchentes, por exemplo, devido à dificuldade de escoamento. Além da percolação de água, materiais de coloração mais clara (à base de cimento), diminuem a absorção de calor, contribuindo para a redução do efeito das chamadas ilhas de calor.”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s