Transamazônica

A malha rodoviária na região Norte não é muito extensa. Boa parte das rodovias existentes foram construídas nos anos 1960 e 1970 com o intuito de integrar essa região às outras regiões do país. Um exemplo é a transamazônica. Seus extremos são Cabedelo, na  Paraíba e Lábrea , Amazonas.  Ela foi construída no período do regime militar, entre os anos de  1969 e 1974, e por ser uma obra gigantesca ficou conhecida como uma “obra faraônica”.

A rodovia se tornou a terceira maior do país, com 4 mil km , percorrendo os Estados da Paraíba, Piauí, Maranhão, Pará e Amazonas. A Transamazônica corta o Brasil no sentido leste-oeste, por isso é considerada uma rodovia transversal, sendo, em grande parte, não pavimentada. Isso faz com que ela fique intransitável entre outubro e março, período que determina a época chuvosa na região. Sua construção provocou diversos problemas, entre eles o desmatamento que ocorre nas áreas próximas.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s